7.1.09

Raro é o português que sabe circular em rotundas. Irritante. É uma daquelas pequenas coisas que se mete comigo. Não há dia em que não insulte só para mim um daqueles meus concidadãos que têm o volante nas mãos e não sabe o que fazer bem com ele quando tem de andar à 'roda'. Os sabadeiros e domingueiros, são os piores. Geralmente vêm ou vão para o LIDL, muitos vezes de fatos de treino reluzentes e tripla risca vertical brilhante. Os que usam carros para abate, sem menosprezo pelos seus exiguos dotes, também não são bom exemplo.

 

O que é que dará a esta gente para andar sempre pela hemifaixa exterior da rotunda, mesmo que só queiram apanhar a terceira ou quarta saída? Para eles qual é, afinal, a utilidade da faixa interior, a mais encostada ao círculo central, a não ser para andar indefinidamente às voltinhas até ficar zonzo? A explicação só pode ser uma. O inultrapassável medo de terem sempre um carro à direita que os obrigue  a andar de carroçel sem nunca poderem sair para o exterior.

 

E os pobres coitados que estudaram as regras e até sabem o que estão a fazer, pondo o carro no sitio certo? Há dias em que têm sempre o empata do lado direito e não evitam mais um enjoo à volta da rotunda até arranjarem uma heroica escapadela que os leve ao seu destino. Não se pense que esta problemática é questão comezinha ou birrice sem importância. É, antes de mais, um caso de policia, uma recorrente e sempreimpune violação das regras estradais e, já agora, um aparente defice cognitivo de quem anda verdadeiramente com a cabeça à roda. O que diz o Código é que deve circular-se sempre 'por dentro' e que só deve passar a transitar-se pela hemifaixa mais à direita (por fora) imediatamente antes da saída que se pretende tomar. Dada a proliferação destas bolas no asfalto, com verde e oliveiras à mistura, não ficam nada mal umas dicas comportamentais para que não nos continuemos a irritar uns com os outros com o dedo em riste. Só assim poderemos ter um Bom Ano.

link do postPor gouveia, às 10:17  comentar

De Pintasso a 10 de Janeiro de 2009 às 10:03
A rotunda é um bicho-de-sete-cabeças meu amigo, e quer o ser humano, quer o ser desumano têm muitas dificuldades de adaptação e de desadaptação.
Havia uma estrada por onde eu passava há anos quando habitava por terras de Oliveira que tinha sempre de ter uma cobra a atravessar ou uma que não chegou ao outro lado.
E lá estavam elas ali mortas a dar a pele a quem a quisesse, e só porque nunca entenderam que agora ali passava uma estrada com carros pesados como o raio, capazes de as esborratar.
Ora o ser desumano também é assim, não se habitua às coisas, assim dos pés para as mãos, uma Rotunda no momento de rodar é curva, e por tal anda-se por fora para não bater nos que possam eventualmente vir de frente pela outra, a do meio. Há que entende-los.
Pior que isso é os esguelhas, esse sim, são os piores, que chegam ali à Pulga, ai que saudades da Pulga, e entram pela de fora, esguelham-se para a de dentro e vão em frente para Cativelos.
Esses é que são do pior
Está uma pessoa a andar por dentro para ir para Seia e quando dá por ela já tem um Jebo a empurrar-nos para a Estrela.
Cá para mim são esses que dizem que o Presidente gastou ali uma pipa de massa na estrela e nem a pintou e já está toda ferrugenta e temos que a mandar a baixo com o carro do outro que não tem mal.
Era pô-los a lixar a estrela de castigo.

 
mais sobre mim
Janeiro 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


posts recentes
arquivos
2009

blogs SAPO